Sem categoria

O que pode influenciar o valor do mobiliário?

No seguimento do blog anterior sobre as dúvidas e mal entendidos por parte dos nossos clientes relativamente a acabamentos, este mês decidimos falar sobre o porquê de haver diferenças de preços tão grandes no mobiliário.

Quando estamos a atender um cliente, somos deparados algumas vezes com esta afirmação: “ Este móvel é muito caro “.

No nosso entender, não existem móveis caros ou móveis baratos, mas sim de qualidade superior ou inferior, estando os preços ajustados consoante as características/materiais em que os mesmos são produzidos.

O que pode então influenciar os valores?

Para um móvel de qualidade/valor mais alto:

– as grandes empresas trabalham com designers para criarem coleções exclusivas de mobiliário, que por vezes apresentam moldes específicos,necessidade de maquinas especializadas, acabamentos e ferragens mais sofisticados, reflectindo-se tudo isto no preço final ao consumidor;

– se um móvel tem mais recortes, arredondados, saliências ou espessuras mais grossas, também exige mais matéria prima e mais mão de obra;

– ferragens mais resistentes a nível de corrediças, dobradiças, parafusos e/ou outros acessórios de montagem

– interiores em mdf, aglomerado hidrogufo ou contraplacado marítimo

– fundos de gavetas estofados

– acabamentos em folha de madeira bem envernizada e/ou lacados

– quanto mais inteiro (montado de fábrica) o móvel for, maior durabilidade e resistência tem

– boa assistência pós venda por parte do fornecedor

Quarto-Lilac

Para um móvel de qualidade/valor inferior:

– traços mais simples

– espessuras mais finas

– acabamentos em melamina e/ou folha de madeira

– corrediças mais simples e ferragens mais económicas

– fabricado em série, de forma a rentabilizar a sua produção

– ser produzido em pequenas peças. Desta forma, a sua produção é mais rentável, diminuindo o seu custo tanto de fabrico como de distribuição. No entanto, quanto mais desmontado é um móvel, menor é a sua resistência e durabilidade.

Quarto-Troia-Geral

Ao procurar adquirir mobiliário, certifique-se com o vendedor qual o tipo de madeira, se realmente é madeira, ou outro material, que tipo de interior tem ( Aglomerado, MDR, Contraplacado Marítimo). Abra e feche gavetas, passe a mão pelos tampos e esclareça todas as suas dúvidas. Desta forma certamente fará uma compra consciente.

Lembre-se que não pode exigir a mesma qualidade em mobiliário de gamas diferentes. Se optar por um móvel de preço mais reduzido, a qualidade e durabilidade também reduzirá.

No blog de Março iremos especificar as diferenças e como se processam os acabamentos a verniz e lacados e os vários tipos de ferragens utilizados nas gavetas ( corrediças ).